capa

capa

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Talvez

Talvez fosse amor.
Talvez coragem de chorar de rir.
Talvez fosse meu medo batendo forte e gritante no âmago,
Ruindo os vitrais do inferno e diluindo o demônio em versos.
Talvez...
Só sei que tentei fugir do condicional.
Sei das armadilhas, das ruas cinza, desse chão riscado de giz.
Sei que você fica bem sobre esses tons de cinza e seus olhos negros.
Sei que há amores que só enxergam os dividendos.
Sei que fico melhor junto a tua boca.
Talvez amor...
Talvez meu amor só seja contemplação.
Talvez imaginação, imagem em ação.
E eu procuro algo novo que me traga satisfação.
Talvez amor...
Não sei, só espero que teu sorriso nunca canse da minha voz.
Pois a vida ainda vale o sorriso que tenho pra te dar.
Talvez

12 comentários:

quesia disse...

esse é o meu preferido

Rafael Rodrigo disse...

ei valeu em. tbm gosto desse, mas não é o meu preferido, acho bobinho demais, sentimental demais, brega demais. mas valeu em

Anônimo disse...

ei esse é bobinho, mas é verdadeiro é sintetico nos sentimentos.

Rafael Rodrigo disse...

esse tbm fiz pra ela.

Anônimo disse...

é um poema sobre dúvidas né?

Rafael Rodrigo disse...

talvez é um poema sobre dúvidas e certezas. sempre temos medo da felicidade, temos duvidas sobre sentimentos e sobre a vida. o poema é sobre isso: medo.

Anônimo disse...

Disso eu sei,tu tens um medo que se pela de ser feliz ,de se entregar..Eita desabafo foi??kkkkkkkkkkk

Rafael Rodrigo disse...

opa! só eu não em. acho que todo mundo tem um medo infimo que seja de se entregar, medo de quebrar a cara, já fiz até um outro poema sobre isso o nome é equilibrio leia depois e comente para depatermos sobre receios da vida.

ru disse...

Tantos talvez!
A dúvida, a incerteza é o que alimenta nossos espíritos. Viver no perigo. Ter medo de perder. Isso é o que nos faz ganhar. Ser melhor, surpreender. Conquistar a cada segundo, se superar....

Rafael Rodrigo disse...

isso mesmo ru. quem diria uma biblio com qustionamentos tão filosoficos kkkk. bricadeira em, você é gente fina. a duvida tbm tem seu lado positivo digamos assim né!

ruhana disse...

É Rafa....
Os biblios surpreendem, né?
É que somos ratos de biblioteca (no bom sentido) kkkkkk.... temos um Q.I mais elevedo rsrsrsrs....
Quanto as dúvidas, são elas que nos motivam. Sem os pqs nem a poesia haveria de ter sentido, pois até a arte é um mistério...

Rafael Rodrigo disse...

São muitos modestos os "biblios" hehe. A vida toda é um mistério né? é nisso que esta a magia (graça)de se viver... Nos mistérios.